Aposentadoria do dentista sem planejamento: há prejuízos?

A Aposentadoria do Dentista é Especial, pois o profissional mantém contato diário com agentes biológicos.

Porque se deve fazer um planejamento da Aposentadoria do Dentista?

Os dentistas mantém contato direto com agentes nocivos à saúde como fungos e bactérias e alguns equipamentos que emitem. Por isso os especialistas classificam o ambiente de trabalho do dentista como altamente insalubre.

A presença destes agentes oferece riscos de atividade prejudicial a saúde do profissional.

 

Planejar a aposentadoria é algo recomendado aos profissionais de qualquer área. Ao dentista é imprescindível dar maior importância a isso.

A Aposentadoria Especial é adquirida com apenas 25 anos de profissão (10 a menos que a aposentadoria comum) e sem incisão de fator previdenciário. Mas esta vantagem exige uma série de comprovações complexas e incluem cálculos e tempo que podem ser facilitados através de um planejamento completo. De preferência o planejamento deve ser feito com antecipação.

 

De que forma a falta de planejamento prejudica a aposentadoria do dentista?

 

1) Gerando dúvidas a respeito de como obter o benefício

 

Qual a melhor maneira de se aposentar? Como calcular o tempo insalubre e o tempo normal? Será necessário converter o tempo insalubre em normal? Todas essas questões precisam ser esclarecidas. Um planejamento vai mapear o tempo insalubre, o tempo normal e a necessidade de conversão de tempo.

Dessa forma, fica muito mais claro entender qual é o meio ideal de garantir o melhor benefício para a aposentadoria do dentista.

 

2) Criando confusão na comprovação de atividade em diferentes vínculos de trabalho

 

A Aposentadoria do Dentista é Especial e isso é um direito que independe do seu vínculo empregatício.

Autônomos, contratados de iniciativa privada, funcionários de órgão público concursados ou contratados,  sócios ou donos de clínica odontológica (desde que tenham trabalhado exposto aos agentes insalubres), todos têm direito ao benefício.

Porém, cada vínculo exige uma documentação específica para comprovação ao direito. Caso você tenha trabalhado em múltiplos vínculos empregatícios,  será necessário apresentar os documentos de cada um deles. O planejamento completo lhe mostrará todos os documentos que devem ser apresentados para cada situação.

 

3) Investindo mais que o necessário para obtenção do melhor benefício

 

O valor da aposentadoria é calculado com base nos investimentos ao INSS. Porém, 20% desses investimentos são descartados, a fim de obter uma média justa ao benefício.

Sendo assim, para receber o valor máximo pago pelo INSS na aposentadoria, não é necessário investir no teto a vida inteira.

O planejamento mapeará as contribuições no INSS e fará o cálculo do valor a ser investido até cumprir a data da aposentadoria. Todavia se confere que quanto mais cedo o planejamento da aposentadoria do dentista for feito, maior será a economia através das contribuições.

 

Conclusão

Desta forma, é importante dar a devida atenção à possibilidade de fazer um planejamento completo de aposentadoria. Contudo, relevante se antecipar realizando um planejamento o quanto antes poderá lhe garantir, futuramente, um melhor valor de benefício sem dúvidas e dificuldades para obtê-lo

 

Eduardo Koetz :

Comments are closed.