Aposentadoria de servidor sem redução salarial

Grupo de pessoas trabalhando em frente a computadores

A aposentadoria pelo INSS de Servidor Municipal é um dos assuntos mais solicitados através dos nossos canais da internet. É questionada por professores e servidores de municípios que não possuem Regime Próprio de Previdência, indignados com a enorme redução do salário que a aposentadoria pelo INSS implica. Porém, existe uma solução para que essa redução não aconteça: a complementação.

 

Imagem ilustrativa ao post Aposentadoria pelo INSS de Servidor Municipal Concursado sem Redução Salarial

 

Os trabalhadores ainda recebem a informação dos órgãos municipais que não possuem sequer o direito de continuarem no cargo. Ocorre que a maioria dos Municípios omitem informações importantes desses servidores, especialmente a respeito da Complementação da Aposentadoria. Os motivos variam: há municípios que não estão bem informados sobre a Lei e desconhecem a obrigação do pagamento, outros municípios podem ser mal intencionados ou mal organizados, pois a complementação demanda planejamento e “despesas” municipais. De qualquer forma, esse direito está de acordo com a Constituição Federal, a qual diz que os servidores e professores concursados têm direito de se aposentar com proventos integrais quando completarem os requisitos.

Para evitar ser prejudicado por algumas dessas questões, nós disponibilizamos para você um Guia da Aposentadoria do Professor Municipal Concursado e filiado ao INSS trazendo todas as informações necessárias para que você desfrute corretamente de seus direitos.

 

Complementação na aposentadoria pelo INSS

 

Na aposentadoria pelo INSS, o fato do Município não ter criado RPPS não é motivo para a redução do salário e a responsabilidade pelo pagamento da diferença é do Município, que tem obrigação de manter o servidor na sua folha de pagamento para pagar a complementação.

 

Nós elaboramos uma planilha simples, de acordo com decisões recentes que determinam a Complementação de Aposentadoria, para estimar quanto ficaria o valor dessa complementação devida pela prefeitura ao servidor municipal.

 

Você pode solicitar a planilha de Complementação na aposentadoria pelo INSS clicando aqui. Você irá receber a planilha em arquivo digital, dentro de alguns instantes por e-mail.

 

Botão para download de e-book Guia da Aposentadoria do Professor Municipal Concursado e Filiado ao INSS

Banner das nossas regras de uso de conteúdo. Clique nele e saiba como ter permissão para utilizar nosso texto em seu site ou blog.

10 comentários em “Aposentadoria de servidor sem redução salarial”

  1. Roseli Aparecida de Oliveira

    Olá.. DR. Eduardo.
    Eu ja tenho até mais de 25 anos de contribuição como professora . Trabalhei 10 anos numa Escola Particular. Trabalhei como professora Estadual em tempo concomitante e atualmente trabalho como professora efetiva no municipio de Taquarivaí SP. Já estou efetiva nesse municipio desde Março do Ano 1999. Tenho 47 anos . Pedi aposentadoria e ela não veio integral com uma grande perda salarial . Eu desisti da aposentadoria. Lendo o artigo que o senhor me enviou eu entendi que tenho direito a me aposentar com salário integral desde que o municipio não me tire da follha de pagamento . Eu continue Trabalhando e o municipio pague a complementação. A dúvida é a seguinte . Eu fui readaptada há alguns por ser epilética . Se me aposentar por tempo de serviço o municipio pode não permitir que continue trabalhando por estar readaptada ou tenho o mesmo direito que os demais professsores.

  2. francisco de assis da silva

    Caro Dr Eduardo koetz eu sou professor da rede municipal estou com problema cardiaco de tres safenas e não posso operar e também não posso ficar na sala de aula , porque eu tentei e ãdoeci de novo , então tenho 54 anos tem jeito de me aposentar? tenho 18 anos de serviço e estou com 54 anos de idade mas não tenho condições para trabalhar mais.

  3. Boa noite doutor Eduardo Koetz! É com muito prazer que venho humildemente solicitar algumas informações sobre aposentadoria por tempo de serviço. ocupo o cargo de professor a mais de 30 anos, tenho 59 anos de idade, gostaria de saber se tenho direito a aposentadoria integral. tou querendo da entrada na aposentadoria já fiz uma consulta mi informaram que posso.

  4. Ângela Maria Miguel da Silva

    Olá Eduardo bom dia.
    Sou professora da rede pública de ensino e concursada, dei entrada na minha aposentadoria e percebi que o valor caiu menos da metade do meu salário.
    Posso pedir complementação, mesmo continuando a trabalhar?
    Qual o número da lei que assegura essa complementação?
    Agradeço.

  5. José Maurício Bertolino Rosa

    Bom dia, dr. Eduardo.
    Um professor trabalhou um certo tempo contribuindo pelo INSS, e passa, através de concurso a contribuir pelo RPPS, no caso IPRESB. Caso o referido funcionário queira saber do IPRESB, quanto seria a estimativa de seu benefício atual para poder somar com o benefício do INSS, a título de aposentadoria. É correto o IPRESB dizer que só fornece tal informação mediante Certidão de Tempo de Serviço, só que para consegui-la deve-se pedir exoneração de um cargo conquistado por concurso público???? A pergunta é: É CONSTITUCIONAL? POIS FOI ALGO FORÇADO!!! E SE O FUNCIONÁRIO PEDIU EXONERAÇÃO, MAS SE SENTIU ENGODADO, PODE REQUERER REINTEGRAÇÃO DO CARGO E RESSARCIMENTO DOS SALÁRIOS PERDIDOS????
    Muito obrigado, dr. Eduardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *