O que o RH pode fazer para amparar o funcionário acidentado?

Diante de um funcionário acidentado, você profissional do RH, saberia o que fazer? Como amparar esse funcionário? Se a resposta é não, fique tranquilo, pois, a maioria das pessoas não sabe como agir diante de situações como essa!

Por isso, separamos aqui algumas dicas para que você saiba o que fazer quando um funcionário da sua empresa sofrer algum tipo de acidente de trabalho, acompanhe.

O que fazer logo após o acidente?

Se o acidente acabou de acontecer, obviamente que a primeira coisa a ser feita é verificar a gravidade do acidente e se o funcionário já está sendo atendido. Se você, como profissional de RH, não tem conhecimentos em primeiros socorros, solicite o auxílio de quem tenha!

Esse pré-atendimento pode vir a evitar alguma complicação futura no estado de saúde do funcionário acidentado. Um profissional que tenha conhecimentos em primeiros socorros terá os conhecimentos básicos para o atendimento de emergência, como: rapidez no atendimento, reconhecimento das lesões e reparação das lesões.

Caso a sua empresa tenha uma equipe ambulatorial, esta pode ser acionada. Contudo, se o acidente foi grave, o SAMU deve ser acionado através do número 192, para que o funcionário acidentado seja encaminhado ao pronto atendimento mais próximo. Outro funcionário da empresa deverá acompanhar o acidentado, poderá ser um técnico de segurança, um superior imediato ou até mesmo você, profissional do RH.

Quais medidas tomar após o encaminhamento do funcionário acidentado?

Com o devido atendimento do funcionário, algumas medidas podem – e até devem – ser tomadas por você que é profissional do setor de RH.

A primeira coisa a ser feita é avisar o chefe e/ou superiores desse funcionário, caso ele ainda não saiba do acidente. Caso você já saiba outras informações como qual foi o tratamento recomendado, o tempo de afastamento e a data estimada de retorno ao trabalho, também deverão ser informadas ao chefe.

Após isso, não se esqueça de emitir a CAT: Comunicado de Acidente de Trabalho! Esse documento serve para informar o INSS de que um funcionário se acidentou na empresa. Nós temos um artigo completo explicando como emitir a CAT, basta clicar aqui.

A emissão da CAT é muito importante! É com ela que o funcionário conseguirá receber o auxílio-doença caso preciso ficar afastado mais de 15 dias do trabalho.

Além de comunicar os chefes e emitir a CAT, não se esqueça de conversar também com os responsáveis pela área de prevenção de acidentes, que pode ser um técnico em segurança do trabalho ou até mesmo a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). É importante solicitar aos responsáveis pela prevenção de acidentes que façam o levantamento do que aconteceu, a fim de que o acidente não se repita com outros funcionários.

Durante o afastamento do funcionário acidentado, como agir?

Primeiramente, um bom profissional de RH deve ter empatia pelo funcionário acidentado! Independentemente de quem foi a culpa pelo acidente (caso haja culpa), o funcionário está passando por uma situação delicada e precisa de apoio, até para que sua recuperação seja mais rápida.

Dessa forma, você profissional de RH, pode demonstrar sua empatia e suporte ao funcionário através de algumas atitudes como:

  • Manter contato frequente com o funcionário, para verificar como está sua recuperação. Esse contato pode ser feito através de uma ligação ou até mesmo e-mail e whatsapp;
  • Incentivar que outros colegas do funcionário acidentado mantenham contato com o mesmo;
  • Oferecer auxílio ao funcionário para o que ele precisar, como por exemplo, no agendamento de perícia no INSS ou outras consultas médicas;
  • Caso a empresa possua um profissional na área de psicologia ou assistência social, oferecer os serviços desses profissionais ao funcionário.

É importante que o funcionário se sinta acolhido nessa fase. Às vezes é difícil dar a devida atenção, principalmente em empresas grandes, com milhares de empregados. Mas, o mínimo de atenção e acompanhamento deve ser realizado pelo profissional de RH. Coisas simples como uma mensagem no whatsapp são atividades rápidas e que demonstram a preocupação da empresa para com o funcionário, não é?

Não se esqueça dos direitos do funcionário acidentado!

Por fim, é importante também que o profissional do RH esteja atento aos direitos do funcionário acidentado, para melhor orientá-lo. Assim, diante de um acidente na sua empresa, saiba que o empregado tem os seguintes direitos:

  • Ser reembolsado integralmente pela empresa quanto aos valores gastos com medicamentos e despesas médicas relativos ao acidente;
  • Ficar afastado por conta do acidente, caso seja necessário;
  • Contar com estabilidade por até 12 meses após o retorno às atividades normais
  • Receber o salário da empresa, normalmente, por até 15 dias de afastamento. Após esse período, o funcionário passa a receber o salário pelo INSS

Além disso, é importante observar que, caso o acidente tenha sido muito grave, tornando o funcionário totalmente inválido para o trabalho, ele terá direito a se aposentar por invalidez. Mas esse benefício depende de uma perícia prévia feita pelo INSS.


Se você tem alguma dúvida relacionada a este tema, deixe nos comentários abaixo que responderemos.


Eduardo Koetz

Posts recentes

Como imigrar para o Canadá legalmente

Nos últimos anos aumentou o êxodo de brasileiros para o exterior, por diversos motivos e, dentre eles, uma melhor qualidade…

1 dia ago

Aposentadoria de agente penitenciário

​A Aposentadoria de agente penitenciário é baseada em outros requisitos diferentes das demais aposentadorias especiais, exigindo tempo de efetiva atividade…

2 dias ago

Aposentadoria de bombeiro com as novas regras

​A Aposentadoria de Bombeiro é baseada em outros requisitos diferentes das demais aposentadorias especiais, exigindo tempo de efetiva atividade policial…

2 dias ago

Aposentadoria especial de policial com as novas regras

​A Aposentadoria Especial de Policial é baseada em outros requisitos diferentes das demais aposentadorias especiais, exigindo tempo de efetiva atividade…

2 dias ago

Funcionário com perícia negada e médico da empresa atesta incapacidade para retorno: o que fazer?

Quando o funcionário tem a perícia negada e o médico da empresa nega o retorno o departamento de RH fica…

3 dias ago

EC 103/19 Reforma da Previdência já está valendo hoje

A Emenda Constitucional 103/19 foi promulgada ontem e publicada hoje 13/11/2019 e as novas regras da previdência já estão valendo.…

3 dias ago