Revisões

 

Devido mudanças na legislação ou regras administrativa que, geralmente, podem ser revertidas em ações judiciais, inúmeras aposentadorias, pensões e outros benefícios são concedidos com valores inferiores ao que deveriam ter.

Assim, quando o segurado acredita que seu benefício foi concedido com algum erro de cálculo ou que períodos não foram considerados corretamente, deve buscar uma análise de direito de revisão de benefício.

Assim é possível em via judicial que o benefício da aposentadoria seja revisto, sendo assim, o segurado pode vir a ter direito a valores que não haviam sido calculados no momento da aposentadoria.

Você recebe a aposentadoria comum, mas trabalhou com insalubridade? Essa revisão de aposentadoria inclui o tempo especial no seu benefício.

Acompanhe alguns casos em que é possível solicitar a revisão

O Brasileiro que mora no exterior também pode pedir a revisão do benefício, todo o trabalho pode ser feito via internet, sem a necessidade da pessoa se deslocar até o Brasil. (Clique aqui para saber mais)

A inclusão do tempo Rural também é possível. Aqueles que trabalharam na agricultura e não tiveram este período calculado para a obtenção de sua aposentadoria podem solicitar a Revisão para que ocorra um reajuste em seu benefício.

A aposentadoria por invalidez (saiba mais clicando aqui), pensão por morte e pensões por morte também podem ser revisados, caso o segurado acredite que houve erro nos cálculos do INSS.

As pessoas que dependem de terceiros para atividades cotidianas tem direito a um acréscimo de 25% no valor da aposentadoria. Caso esse valor não tenha sido calculado, é possível também, pedir a revisão.

Profissionais que receberam Aposentadoria Especial (saiba mais clicando aqui) e sentem-se prejudicadas por alterações legais ocorridas entre 1998 e 2003, podem pedir a revisão.

E ainda todos aqueles que acreditam que poderiam estar recebendo um benefício mais vantajoso podem pedir a revisão de cálculo e assim ter um benefício de aposentadoria que esteja realmente dentro do que manda a legislação.

Revisão de, Koetz Advocacia