fbpx
A imagem mostra uma mulher sorrindo, e ilustra a publicação

CNIS: Cadastro Nacional de Informações Sociais e a aposentadoria

O CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) é um dos documentos essenciais para conquistar a aposentadoria. Ele guarda todo o histórico de contribuição do segurado, bem como indica se existe alguma pendência que você precisa corrigir para não atrasar a sua aposentadoria.

Portanto, você deve ter muito cuidado e zelo com esse documento! Ou seja, precisa conferir se seu CNIS está correto sempre, mesmo que falte algum tempo para se aposentar.

Desse modo, você pode evitar atrasos indesejados e desnecessários na hora de pedir a aposentadoria.

Lembrando que se você desejar consultar nossa equipe, solicite o seu atendimento conosco.

O que é CNIS e como consultar? 

CNIS significa Cadastro Nacional de Informações Sociais. Nele é possível encontrar os registros das contribuições previdenciárias que o segurado fez. E para consultar, basta acessar o Meu INSS pelo site ou aplicativo, ir em outros serviços e acessar extrato de contribuições CNIS.

Em síntese, ele é um documento que reflete o seu tempo de trabalho registrado no INSS. Isso pode ser diferente do tempo que de fato você trabalhou. Por isso, é importante verificar seu CNIS com antecedência para corrigir eventuais pendências e assim acelerar a conquista da sua aposentadoria. Embora não seja obrigatório, recomendamos que você busque ajuda de um advogado especialista, pois ele facilitará muito esse processo. Leia nosso artigo e entenda como um advogado previdenciário pode te ajudar.

Para que serve o Cadastro Nacional de Informações Sociais? 

O CNIS serve para que o INSS organize no sistema todo o tempo de contribuição do segurado. Dessa forma, o CNIS é uma prova essencial na hora da contagem do tempo de contribuição para a aposentadoria.

Por que conferir e corrigir o Cadastro Nacional de Informações Sociais? 

Você deve conferir e corrigir esse documento porque assim você consegue observar se o INSS registrou corretamente todas as suas contribuições. Além disso, você poderá ter certeza se as empresas nas quais você trabalhou realmente pagaram o seu INSS. Nessa última situação, se você ver que alguma empresa não pagou, então você pode comprovar o trabalho e contar com esse tempo para a aposentadoria mesmo assim.

Porém, para isso, você precisa conferir seu CNIS com antecedência!

Também elaboramos uma lista de indicadores de pendências do CNIS, que está no final deste texto. Confira!

Como emitir o CNIS? 

Para emitir o CNIS basta:

  • acessar o Meu INSS pelo site ou aplicativo;
  • seguir para “outros serviços”;
  • buscar por “Extrato de contribuições CNIS”;
  • depois que o documento abrir, selecione na parte inferior da tela “Baixar PDF” e baixe o seu CNIS em PDF.

Como saber o número do meu CNIS? 

O CNIS não tem um número, o que consta nele são seus números de PIS, NIT E NIS. Além disso, caso você tenha mais de um número NIT/PIS/PASEP, precisará unificar eles, para que estejam registrados corretamente no seu CNIS.

O texto continua após o formulário.

Onde fica o CNIS na carteira de trabalho? 

Na verdade, o CNIS não está na carteira de trabalho. Ele pode ser acessado pelo site ou aplicativo Meu INSS. 

Assim, para emitir o documento basta acessar o Meu INSS pelo site ou aplicativo. Após, seguir para “outros serviços”, busque por “Extrato de contribuições CNIS”. Depois que o documento abrir, veja na parte inferior da tela “Baixar PDF” e baixe o seu CNIS.

Quem deve fazer o cadastro no CNIS? 

Você não precisa fazer um cadastro de CNIS, toda pessoa que possui um CPF válido terá um CNIS, mesmo que não contenham informações nele. Ele será gerado de maneira automática pelo INSS. Sempre que você, ou seu empregador em seu nome, contribuir à previdência, a informação será registrada automaticamente nesse sistema. 

Como obter o CNIS pelo CPF? 

Para obter o CNIS pelo CPF basta acessar o Meu INSS pelo site ou aplicativo. Após, seguir para “outros serviços”, busque por “Extrato de contribuições CNIS”. Depois que o documento abrir, veja na parte inferior da tela “Baixar PDF” e baixe o seu CNIS.

O texto continua após o vídeo.

Como tirar o CNIS pelo celular? 

Para tirar o CNIS pelo celular acesse o Meu INSS pelo aplicativo, disponível tanto para Android quanto para IOS. Após, siga para “outros serviços”, busque por “Extrato de contribuições CNIS”. Por fim, quando o documento abrir, toque na parte inferior da tela onde diz “Baixar PDF” e baixe o seu CNIS.

Como consultar o CNIS pelo PIS? 

Não é possível consultar CNIS pelo PIS. Para consultar CNIS você precisa acessar o Meu INSS utilizando CPF e senha. Depois, busque por “Extrato de contribuições CNIS” para acessá-lo.

Tem como imprimir o CNIS pela internet? 

Sim! É possível imprimir o CNIS pela internet. Siga os passos:

  • Acesse o site ou baixe o aplicativo Meu INSS;
  • Faça login com seu CPF e senha gov.vr;
  • Siga para “outros serviços”;
  • Busque por “Extrato de contribuições CNIS”;
  • Quando o documento abrir, toque na parte inferior da tela em “Baixar PDF”;
  • Baixe o seu documento no celular ou computador;
  • Mande para alguma impressora!

Quem não tem carteira de trabalho tem CNIS? 

Sim, quem não tem carteira de trabalho tem CNIS, pois ele é gerado vinculado ao CPF. Além disso, há exemplos como o do autônomo que contribui para o INSS e terá seus dados no CNIS, mesmo trabalhando sem carteira de trabalho. Porém, se você trabalha informal, fique atento, pois nestes casos não é feita a contribuição correta ao INSS.

Como atualizar o CNIS pela internet? 

Você pode alterar seus dados do CNIS pela internet, como nome ou data de nascimento incorretos, por exemplo. Para isso, deve ter os documentos que contém a informação correta em mãos e depois:

  1. Acessar o Meu INSS
  2. Seguir para “Agendamentos/Solicitações”
  3. Depois, vá para “novo requerimento” e busque por dados
  4. Após, você deve buscar por atualização de dados cadastrais.

Assim, em seguida, deve anexar os documentos reunidos para atualizar seu cadastro.

Porém, para corrigir pendências do CNIS, como vínculos sem data de saída, períodos extemporâneos, você precisará ligar para o número “135” e agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remunerações. Dessa forma, será aberto um pedido dentro do Meu INSS.

Após esse passo, você poderá apresentar seu pedido e provas diretamente no MEU INSS. 

E, por fim, se desejar incluir tempo de contribuição que não consta no CNIS, precisará apresentar o pedido em um protocolo de aposentadoria, com fins de averbação. 

O que substitui o CNIS? 

O que pode substituir o CNIS é principalmente a carteira de trabalho, contracheques e os carnês pagos de maneira autônoma/individual.

O texto conitnua após o vídeo.

Por que não consigo tirar o CNIS?

Você não consegue tirar o CNIS talvez porque esteja com algum problema nos seus dados ou porque o INSS está sem sistema. Assim, caso tenha problemas e não consiga resolvê-los, você pode ir em uma agência presencial do INSS e regularizar a questão ou contratar um advogado previdenciário que faça isso para você.

Como acessar o CNIS no site da Previdência?  

Para acessar o CNIS no site da previdência basta buscar pelo Meu INSS no site ou no aplicativo. Após, precisa seguir para “outros serviços”, busque por “Extrato de contribuições CNIS”. Pronto! O documento pode ser visualizado, baixado no seu computador, tablet ou celular e até mesmo impresso.

Como acessar o CNIS pela Caixa? 

Não é possível acessar o CNIS pela Caixa, pois para obter o CNIS é preciso acessar o Meu INSS, seja pelo site ou aplicativo.

Depois de acessar o site ou aplicativo, siga para “outros serviços”, busque por “Extrato de contribuições CNIS”.

O que alimenta o CNIS? 

O que alimenta o CNIS é cada contribuição feita para o INSS. Ou seja, se você ou seu empregador realizou a contribuição no seu nome, ela deve ser registrada automaticamente no INSS. Porém, guarde os comprovantes de contribuição, pois pode haver necessidade de comprovar que ela foi de fato paga.

Além disso, até 12/2018 os RPPS dos servidores públicos também comunicavam as contribuições deles ao Governo. Porém essa forma de alimentar o CNIS não está mais vigente.

Quanto tempo demora para atualizar o CNIS? 

De acordo com as informações do INSS, o CNIS leva em média 30 dias corridos para ter suas correções aplicadas.

Como corrigir o CNIS no Meu INSS? 

Para corrigir os seus dados básicos no CNIS, como nome e data de nascimento, siga os passos:

  1. Acessar o Meu INSS
  2. Seguir para “Agendamentos/Solicitações”
  3. Depois, vá para “novo requerimento” e busque por dados
  4. Após, você deve buscar por atualização de dados cadastrais.

Assim, em seguida, deve anexar os documentos reunidos  para atualizar seu cadastro.

Porém, se você quiser corrigir as pendências do CNIS, então deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”.
  • será aberto um pedido dentro do Meu INSS (aplicativo ou site)
  • só então você deverá dar continuidade à correção pelo aplicativo ou site, apresentado pedido e provas nele.

Por fim, se o que você deseja é incluir algum tempo de contribuição que não consta no Cadastro Nacional de Informações Sociais, você precisa fazer um protocolo de aposentadoria, com fins de averbação. 

Exemplo da Luíza

Luíza trabalha como professora do Ensino Fundamental e contribuir regularmente com o INSS. Interessada em verificar suas contribuições e garantir que todos os seus períodos de trabalham estejam registrados corretamente, Luíza decide consultar o seu CNIS.

Ao visualizar o CNIS, Luíza pode ver detalhamente todas as contribuições previdenciárias ao longos dos anos. Assim, Luíza verifica com cuidado se todos os seus períodos de trabalho estão registrados e se há pendências.

Luíza nota que há erros em seu CNIS, o que a preocupa, já que ela entende que pode ser um grande fator negativo no momento da aposentadoria, que se aproxima. Portanto, ela decide corrigir seu CNIS agora, já que faltam menos de 10 anos para se aposentar.

Essa verificação períodica do CNIS, permite que Luíza identifique algum erro – como aconteceu – ou ausência de informações. Ou seja, essa verificação períodica do CNIS, permite que Luíza tenha uma visão clara de sua situação previdenciária, garantindo que ela esteja ciente de seus direitos e benefícios e não sofra com consequências negativas, como o atraso de sua aposentadoria, por exemplo.

Quer saber como corrigir seu CNIS? Continue lendo!

O que significa CPF com nome vazio ou divergente no CNIS? 

CPF com nome vazio ou divergente no CNIS pode ser por:

  1. Seu CPF não está vinculado a um NIT, ou
  2. Seus dados não estão atualizados no sistema da Receita Federal.

Para corrigir, siga os passos de correção básica que explicamos no item anterior.

Como incluir tempo de contribuição no CNIS?  

Para incluir tempo de contribuição no CNIS você precisa apresentar o pedido em um protocolo de aposentadoria, com fins de averbação. Desse modo, um servidor do INSS vai fazer uma análise do seu pedido para reconhecer esse tempo. Quando a analise estiver completa, você estará autorizado a agendar o serviço de atualização de Cadastro Nacional de Informações Sociais para incluir o tempo já reconhecido no arquivo.

Como resolver erro no CNIS?  

Existem três tipos de erros no CNIS e cada tipo terá uma forma de resolver:

  • Erro de cadastro (nome ou data de nascimento errados, entre outros: corrija pelo site ou aplicativo Meu INSS;
  • Corrigir indicador de pendência: ligue para o 135 e agende um serviço de “Atualização de vínculos e remunerações” e depois dê continuidade ao pedido pelo Meu INSS;
  • Para incluir tempo que não consta no CNIS: faça um protocolo de aposentadoria com fins de averbação e, após ter o período analisado e reconhecido, agende um serviço de atualização do CNIS.

Como analisar o CNIS? 

Para analisar o CNIS você vai precisar identificar se a lista de vínculos que aparecem lá estão corretos. Ou seja, se todos os períodos que você trabalhou estão no CNIS ou não, se as datas de entrada e saída estão corretas e se os valores de salários estão corretos em cada época.

Se faltar algum período de contribuição, você deve solicitar que o INSS atualize essa informação, conforme explicamos no item anterior.

Além disso, nós também compartilhamos no final deste texto uma lista de indicadores de pendências do documento. Se alguma delas aparecer no seu CNIS, então saiba que você deve corrigir ela para que não perca o tempo que trabalhou e contribuiu. 

Assim, é necessário corrigir as pendências antes da aposentadoria, evitando problemas maiores no futuro

  • Como corrigir o erro Contrato de trabalho não aparece no sistema? 

Para corrigir o erro “Contrato de trabalho não aparece no sistema”, você vai precisar reunir os documentos que comprovam o período trabalhado e solicitar a atualização do INSS. Para isso:

  • apresente o pedido em um protocolo de aposentadoria, com fins de averbação;
  • um servidor do INSS vai fazer uma análise do seu pedido para reconhecer esse tempo;
  • quando a analise estiver completa, faça o agendamento do serviço de atualização de Cadastro Nacional de Informações Sociais para incluir o tempo já reconhecido no arquivo.

O texto continua após o vídeo.

Como corrigir o erro “Não reconhecimento de contribuições individuais”

Para corrigir o erro “Não reconhecimento de contribuições individuais”, você vai precisar reunir os documentos que comprovam esse tempo e solicitar atualização do INSS. 

Como corrigir o erro datas de admissão e/ou demissão divergentes das que estão registradas na carteira de trabalho

O erro de datas de admissão e/ou demissão divergentes das que estão na Carteira de Trabalho se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro vínculo empregatício antigo sem data de rescisão

O erro de vínculo empregatício antigo sem data de rescisão se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro valores: quantias registradas no sistema não são os mesmos recebidos  

O erro de quantias registradas no sistema não são os mesmos recebidos se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro não reconhecimento de sentenças trabalhistas 

O erro de não reconhecimento de sentenças trabalhista se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro existência de mais de um CNIS  

O erro de existência de mais de um CNIS se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro Dados cadastrais errados 

Para corrigir o erro de dados cadastrais errados, você precisa realizar os passos mais simples:

  1. Acesse o Meu INSS;
  2. Siga para “Agendamentos/Solicitações”
  3. Vá em “novo requerimento” e busque por “dados”
  4. escolha a opção “atualização de dados cadastrais”.

Por fim, você deve anexar os documentos que comprovam a informação sendo corrigida.

Porém, se precisar corrigir outras questões mais complexas, como dados de vínculos de trabalho ou valor, ou, ainda, incluir tempo de trabalho, precisará seguir outros passos.

Como corrigir o erro PEXT – Pendência de vínculo extemporâneo não tratado 

O erro de PEXT – Pendência de vínculo extemporâneo não tratado  se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro AEXT-VI – Acerto de vínculo extemporâneo indeferido 

Na verdade, se você achar o erro AEXT-VI, então você vai precisar entrar com uma ação na Justiça, não sendo possível resolver a situação por conta própria. Assim, precisará de advogado para resolver esse erro.

Como corrigir o erro PVIN-IRREG – Pendência de Vínculo Irregular 

O erro de PVIN-IRREG – Pendência de Vínculo Irregular se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro PREM-EXT – Remuneração da competência é extemporânea 

O erro de PREM-EXT – Remuneração da competência é extemporânea  se trata de uma pendência. Por isso, para corrigi-la você deve:

  • ligar para o número “135”
  • agendar um serviço de “Atualização de vínculos e remuneração”
  • o agendamento vai abrir um pedido específico dentro da sua conta no Meu INSS
  • por fim, apresente as provas necessárias dentro do Meu INSS.

Como corrigir o erro IEAN – Exposição a agentes nocivos no grupo 25 anos 

Na realidade, o IEAN não é um erro, mas sim um indicador de tempo especial! Porém, para validar esse indicador é preciso apresentar o PPP do tempo respectivo no INSS.

Como é um CNIS? 

 O CNIS é um documento que traz as informações de todos os seus vínculos, bem como remunerações e contribuições previdenciárias constantes no Cadastro Nacional de Informações Sociais.

Veja na imagem a seguir como é a aparência do CNIS no Meu INSS. Lembrando que nós apagamos os dados sensíveis do usuário.

Portanto, você pode verificar que nesse documento é possível encontrar dados de início e fim de todos empregos que fez parte. E se clicar na seta direita, poderá ver os pagamentos detalhados.

Lista de erros que podem aparecer no Cadastro Nacional de Informações Sociais  

A lista de erros que podem aparecer no Cadastro Nacional de Informações Sociais são:

  • ACNIS-VR – Acerto realizado pelo INSS
  • AEXT-VI – Acerto de vínculo extemporâneo indeferido
  • IDT – Indicador de demanda trabalhista
  • IEAN (25, 20 ou 15) – Exposição à agentes nocivos no grupo 25 anos
  • IGFIP-INF – Indicador de GFIP meramente informativa
  • ILEI123 – Contribuição da competência foi recolhida com código da Lei Complementar 123/2006
  • IMEI – Contribuição da competência foi recolhida com código MEI.
  • IREC-CIRURAL – Recolhimento com código de CI Rural sem homologação
  • IREC-DESINDEXA – Indica que a contribuição da competência foi desindexada 
  • IREC-FBR – Recolhimento facultativo baixa renda
  • IREC-INDPEND – Recolhimentos com indicadores e/ou pendências
  • IREC-LC123 – Recolhimentos para fins da LC 123
  • IREC-LC123-SUP – Recolhimento / Complementação LC 123 superior ao salário mínimo
  • IREC-LIM-SM – Indica que a contribuição da competência foi limitada ao salário mínimo
  • IREC-MEI – Indica que a contribuição da competência foi recolhida com código MEI
  • IREM-ACD – Remuneração possui parcela de acordo, convenção ou dissídio coletivo
  • IREM-ACD-DISS – Remuneração possui parcela de acordo dissídio
  • IREM-PARC-DIR-SIND – Remuneração possui parcela de remuneração decorrente de dirigente sindical
  • IREM-RECL-TRAB – Remuneração possui parcela de reclamatória trabalhista
  • IREM-TRAB-INTERM – Remuneração relacionada a trabalho intermitente
  • ISE-CVU – Período de segurado especial concomitante com outro período urbano
  • IVIN-POSSUI-REMTRAB-INTERM – Relação Trabalhista possui Remunerações de Trabalho Intermitente
  • IVIN-POSSUI-REM-TRAN – Vínculo possui remuneração que foi transferida para este por cessionário de dirigente sindical ou trabalhador cedido
  • IVIN-REINTEG – Vínculo possui reintegração no último desligamento
  • PADM-EMPR – Inconsistência temporal, admissão anterior ao início da atividade do empregador
  • PEMP-CAD -Falta de informações cadastrais do CNPJ ou CEI
  • PEMP-IDINV – Empregador com identificador inválido
  • PEXT – Pendência de vínculo extemporâneo não tratado
  • PREC-CSE – Recolhimento GPS de Segurado Especial Pendente Comprovação
  • PREC-FBR – Recolhimento facultativo baixa renda não validado 
  • PREC-FBR-ANT – Recolhimento facultativo baixa renda anterior a compência 09/2011
  • PREC-LC123-ANT – Recolhimento com código da LC 123 anterior à competência 04/2007
  • PREC-MENOR-MIN – Recolhimento realizado é inferior ao valor mínimo
  • PREC-PMIG-DOM – Recolhimento inclusive sal.mat., e/ou período declarado empregado doméstico sem registro de vínculo
  • PRECFACULTCONC – Recolhimento ou período atividade de contribuinte facultativo concomitante com outro TFV
  • PREM-EMPR – Remuneração antes do início da atividade do empregador
  • PREM-EXT – Remuneração da competência é extemporânea
  • PREM-FVIN – Remunerações posteriores ao fim do vínculo de trabalho
  • PRPPS – Período do Regime Próprio de Previdência Social
  • PSE-POS – Período Segurado Especial Positivo
  • PVIN-IRREG – Pendência de Vínculo Irregular

Marcela Cunha

Advogada, OAB/SC 47.372 e OAB/RS 110.535A, sócia da Koetz Advocacia. Bacharela em Direito pela Faculdade Cenecista de Osório – FACOS. Pós-Graduanda em Direito Previdenciário pela Escola Superior da Magistratura Federal do Rio Grande do Sul (ESM...

Saiba mais

Compartilhar:

A imagem mostra um homem sorrindo em um ambiente externo, e ilustra a publicação
Anterior

Mandado de Segurança contra o INSS: como funciona, tempo e mais.

Próximo

Contagem de tempo rural na aposentadoria urbana

A imagem mostra duas mulheres sorrindo, e ilustra a publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faremos mais que o possível para entregar os direitos aos nossos clientes, sempre.

Insira seus dados ao lado e entraremos em contato com você.