fbpx
A imagem mostra uma mulher madura sorrindo, com seu computador. A imagem ilustra o texto

Consultar quanto tempo falta para aposentar

Consultar INSS para ver quanto tempo falta para aposentar é simples e rápido, mas você precisa tomar alguns cuidados! Isso porque pode conter erros no sistema do INSS e você vai precisar reunir documentos para provar que trabalhou determinados períodos. Além disso, nem sempre a regra que o INSS apresenta como possível, é a melhor para o seu caso. Entenda como verificar seu período de contribuição de forma correta, evitando prejuízos.

E se desejar atendimento com nossa equipe de especialistas, clique aqui e solicite o seu.

Como verificar quanto tempo falta para aposentar?

Para saber quanto tempo falta para se aposentar, você pode seguir os passos seguintes:

  1. Verificar quanto tempo consta no sistema do INSS pelo aplicativo ou site Meu INSS;
  2. Identificar se falta incluir tempo trabalhado. Se sim, é preciso reunir provas para comprovar esse tempo que NÃO consta no sistema do INSS.
  3. Além disso, verificar quais regras são adequadas para o seu caso, se pode usar especial ou comum. Entenda mais sobre as regras após a reforma da previdência clicando aqui.

Desse modo, você saberá se completou uma das regras ou quanto tempo ainda falta para se aposentar!

O texto continua após o vídeo.

Como consultar tempo de contribuição no INSS pela internet?

Para consultar seu tempo de contribuição pela internet, basta ter um celular ou computador e o CPF em mãos. Assim, siga os passos para a consulta:

  1. Você vai acessar o Meu INSS pela loja de aplicativos ou pelo site clicando aqui;
  2. Após, coloque seu CPF e sua senha nos espaços solicitados. Se ainda não fez o cadastro, então você precisa fazer neste momento. Entenda como fazer clicando aqui.
  3. Dentro da área do Meu INSS, você encontra os dados do segurado e lá estão o tempo de contribuição. Agora basta ir em detalhar e você vai ver os lugares e o período trabalhado e recolhido.

Entretanto, é preciso ficar atento para as informações que constam no Meu INSS, pois eles podem deixar de contar períodos trabalhados. Por isso, é importante guardar todas as provas de trabalho para comprovar tempo, se necessário.

Como consultar tempo de contribuição no INSS pelo CPF?

Para consultar tempo de contribuição no INSS pelo CPF, basta se cadastrar no Meu INSS ou se já tiver uma conta, entrar com CPF e senha. Assim, na primeira página você vai ver seus dados em destaque e o tempo de contribuição. Como mostramos na imagem a seguir:

E se desejar ver os detalhes de contribuição, basta clicar em detalhar e você vai ter acesso aos períodos contribuídos. Assim, se identificar que alguns períodos trabalhados NÃO foram contados pelo INSS, então você precisa solicitar uma revisão.

Para isso, o ideal é que você tenha documentos que comprovem que você trabalhou, mas que não consta no sistema. As provas podem ser:

  • carteiras de trabalho;
  • comprovantes de pagamento ao INSS;
  • RPAs, se for autônomo;
  • Pró-Labore
  • holerites

Quais os riscos de consultar quanto tempo falta para aposentar somente pelo INSS?

Os riscos de consultar o tempo de contribuição somente pelo INSS é que pode ocorrer de FALTAR período trabalhado ou somar tempo a mais, que o INSS não reconheceu de fato.

Como assim? Vamos a um exemplo:

Mário trabalhou 15 anos como CLT e 5 anos como autônomo para empresa. Ele recebia o RPA, mas a empresa não repassava para o INSS o valor. Ao olhar no Meu INSS, Mário percebeu que os 5 anos que ele trabalhou como autônomo não constava no sistema. Assim, ele vai precisar reunir os RPAs e pedir a revisão para o INSS. Isso porque ele tem direito a esse tempo e o INSS é obrigado a pedir o valor da contribuição para a empresa.

Portanto, o ideal é sempre ter documentos que comprovem todo o tempo trabalhado e não apenas contar com o sistema do INSS para ver quanto tempo falta para aposentar.

Já no caso de contar tempo a mais: o simulador do INSS é uma estimativa que não analisa erros e provas. Desse modo, é muito comum o segurado receber a informação de que tem direito a se aposentar, mas pedir o benefício e aí então o INSS fazer a análise e verificar que faltou provas para algum período, por exemplo. Tenha em mente que a simulação automática é uma estimativa, e não é exata.

Para ter o tempo exato, faça um cálculo ou planejamento especializado com advogado previdenciário. Se não puder contratar alguém, sugerimos clicar aqui e baixar o guia de como planejar a aposentadoria, onde explicamos detalhadamente como você pode fazer esse plano.

O texto continua após o vídeo.

Quais as alternativas para consultar quanto tempo falta para aposentar?

As alternativas para consultar tempo de contribuição e ver quanto tempo falta para se aposentar são:

  1. Verificar o tempo pelo Meu INSS;
  2. Você mesmo reunir provas, documentos e contar quanto tempo tem;
  3. Contratar um advogado especialista em direito previdenciário para reunir as informações do INSS e dos documentos que você tem para confirmar, de fato, quanto tempo você possui.

Mas atenção! A consulta apenas pelo Meu INSS pode trazer problemas na hora de pedir o benefício. Isso porque acontece de o INSS não incluir tempo de contribuição corretamente, deixando alguns tempos de fora. Portanto, a forma mais segura é contratando um advogado especialista, pois ele vai verificar as informações no INSS, reunir as provas necessárias e identificar a melhor regra para o seu caso.

O texto continua após o formulário.

Consultei quanto tempo faltava para me aposentar no INSS, eu tinha direito, mas o pedido foi negado. Por quê?

Se você consultou apenas pelo aplicativo e lá constava que você tinha direito, mas o INSS negou o pedido, então pode ser por falta de documentos que comprovem o tempo que conta no sistema. Desse modo, você precisa reunir os documentos e comprovar que trabalhou.

Além disso, o INSS explica o motivo de negar um pedido. Portanto, você pode por si mesmo tentar resolver ou, que é o ideal, solicitar a orientação de um advogado especialista em aposentadoria.

Se desejar atendimento conosco, clique aqui e solicite o seu para dar andamento ao seu benefício.

Leandro Stürmer

Leandro Stürmer, advogado inscrito nas OAB/RS 112.076 e OAB/SC 64.832, sócio da Koetz Advocacia. Se formou em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos e realizou pós-graduação em Direito Previdenciário e Trabalhista pela UniRitter. Al...

Saiba mais

Compartilhar:

A imagem mostra uma mulher com um semblante sério, e ilustra a publicação
Anterior

Aposentadoria indeferida: o que significa e o que fazer?

Próximo

Aposentadoria Italiana: regras e valores para estrangeiros.

A imagem mostra a bandeira da Itália balançando, e ilustra a publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faremos mais que o possível para entregar os direitos aos nossos clientes, sempre.

Insira seus dados ao lado e entraremos em contato com você.