Aposentadoria de Empresário

A aposentadoria de empresário possui algumas peculiaridades em relação ao benefício dos demais segurados, tanto nos casos de aposentadoria por idade, quanto nos casos de aposentadoria por tempo de contribuição.

Como fazer para a aposentadoria do empresário ser vantajosa?

O principal motivo é que o empresário é o responsável por sua própria contribuição. Ou seja, diferentemente da maioria dos segurados o empresário precisa se preocupar com valor, assiduidade e melhores maneiras de contribuir ao INSS.

De fato, o empresário precisa cuidar das questões de previdência para que não tenha a sua aposentadoria prejudicada.

Com tanta responsabilidade é possível que, seja interessante acertar períodos em haver, pendentes de contribuições no INSS.

Ao completar o tempo necessário da aposentadoria via de regra não há direito, pois o período trabalhado não corresponde ao tempo contribuído.

Uma das maneiras de resolver esse problema é pagar o débito pendente o quanto antes. Não é necessário esperar para recolher daqui pra frente o período que ainda não foi pago.

Assim, pagar esse débito pode representar uma vantagem muito grande em economia e aumento da sua aposentadoria por tempo de contribuição.

Possibilidade de afastar a incidência de boa parte dos juros

É possível fazer a regularização desses períodos para computo do tempo de contribuição e dos salários na concessão da aposentadoria.

Porém, é preciso ter cuidado: o INSS faz um cálculo ilegal, sem respeito à lei e a decisão do STJ, que definiu pela ilegalidade de cobrança de juros moratórios e multa em períodos anteriores a 11/1996. Essa cobrança ilegal é afastada na justiça com facilidade, e reduz em até 70% o valor cobrado pelo INSS.

É importante prestar atenção nas seguintes dicas para que você faça a aposentadoria mais vantajosa, após anos de trabalho e contribuição:

  1. Se está planejando se aposentar nos próximos dez anos, procure um advogado especializado para fazer um bom planejamento. Dessa forma você evita recolhimentos excessivos ou um benefício com valor reduzido;
  2. Se está planejando se aposentar nos próximos 18 meses, faça a contagem do tempo de contribuição e marque na sua agenda o dia exato que completará o tempo exigido. O benefício é concedido a partir da data de agendamento do pedido;
  3. Se possuir durante períodos concomitantes duas empresas ou uma empresa e mais uma atividade de autônomo e não recolheu no teto máximo, verifique essa possibilidade para aumentar seu salário.
  4. Se você completou o tempo necessário para aposentadoria (35 anos de contribuição para homem, 30 para a mulher) não vale a pena continuar contribuindo, pois dificilmente aumentará o valor do benefício.