O dentista deve fazer planejamento de aposentadoria?

O Planejamento de Aposentadoria do dentista simplifica obtenção de direitos e comprovações.

Assim como qualquer profissional que atue em ambientes de insalubridade, o dentista também tem direito à Aposentadoria Especial. Dessa maneira, a exposição a agentes insalubres o qualifica a ter direito ao benefício
Porém, a comprovação das condições de trabalho é tão complexa quanto os cálculos referentes à Aposentadoria Especial.
Contudo, você pode ficar tranquilo, a Koetz Advocacia simplifica tudo para você entender o que é necessário.

Nesse sentido, por ter direito à Aposentadoria Especial, a contagem do tempo em relação à aposentadoria comum é reduzida para 25 anos de odontologia.
Deste modo, é possível fazer a conversão do tempo insalubre para tempo normal caso o dentista não tenha atingido os 25 anos de trabalho. Com isso, o dentista poderá obter a aposentadoria comum como uma segunda opção.
Porém, a parte mais complexa é a de comprovação da insalubridade e reunião dos documentos. Para isso é necessário fazer um levantamento de todos os períodos e do que se possui.

Benefícios do Planejamento de Aposentadoria do Dentista

Os múltiplos vínculos de trabalho também devem ser considerados no caso do dentista. Isto porque a Aposentadoria Especial é um direito mesmo para quem desempenhou a profissão em diversos tipos de contrato.
Desta forma, é possível somar todos os tempos de trabalho, especialmente:

  • em hospitais particulares
  • ou como autônomo em clinica particular
  • ou como empresario em clínica empresarial
  • ou como servidor público em órgãos públicos por contrato ou concurso
  • E ainda como autônomo subcontratado por convênios odontológicos

Em conformidade com essa diversidade de vínculos, compreenda que para cada vínculo é preciso apresentar alguns documentos (como LTCAT, ou PPP, ou laudo de insalubridade, ou perícia no local de trabalho, entre outros).
Em caso de ter atuado em mais de uma categoria, deve-se apresentar as documentações de cada uma das funções.
Em nosso guia da aposentadoria você descobre tudo que precisa para buscar a aposentadoria especial do dentista, é gratuito. clique aqui para baixar
Além de todos estes dados, o planejamento de aposentadoria deve incluir o cálculo aproximado do valor da aposentadoria. Porquanto é cada situação individual que indicará qual é a melhor data para se aposentar.
O mapeamento de todos estes itens pode demandar algum tempo, mas é essencial para garantir o melhor benefício possível, e escolher a data exata para você não perder nenhum centavo.
Devido à complexidade, é aconselhável que o dentista se programe com antecedência e faça um planejamento de aposentadoria detalhado – o ideal é realizar de 10 a 5 anos antes de completar o tempo necessário. Se você é dentista e já tem mais de 40 anos, é altamente recomendável fazer imediatamente seu planejamento.
Se programando com antecedência e fazendo um bom planejamento, será possível obter a maior vantagem possível dos benefícios que se tem direito.
Clique aqui para baixar o guia da aposentadoria do dentista.

planejamento de aposentadoria, Koetz Advocacia

Advogado Especialista em Direito Previdenciário e Tributário, Sócio da Koetz Advocacia, professor da Pós Graduação na Verbo Jurídico e no Instituto Brasileiro de Direito - IBIJUS. Articulista no Portal da Transformação Digital

14 comentários em “O dentista deve fazer planejamento de aposentadoria?”

  1. Olá, Wilson.
    A reforma ainda não foi aprovada, provavelmente será alterado o texto até a promulgação dela. Só dá para ter certeza de como vai afetar, após a aprovação.
    Abraços!

Não é possível comentar.