Escritório Koetz de direito previdenciário em Florianópolis

vista noturna da ponte Hercílio Luz em Florianópolis

É com muita satisfação que anunciamos a abertura dos trabalhos no nosso Escritório de Advocacia Previdenciária (clique aqui) em Florianópolis.

Com a nossa expansão decorrente do crescimento de clientes catarinenses através do escritório virtual. Ainda pela possibilidade de um atendimento tão qualificado a distância quanto pessoalmente. Também proporcionado pelo sistema de processo eletrônico do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (RS, SC e PR). Assim resolvemos há cerca de quatro meses atrás focar no projeto de ampliação do nosso atendimento para a cidade de Florianópolis, capital catarinense.
Assim, a simpatia  e o desejo de presença permanente na cidade é decorrente. Além das lindas praias e belezas naturais. Contudo nos atrai a mais de 20 anos para a cidade. Também o fato de Florianópolis estar se transformando na capital brasileira da tecnologia e inovação.
Nossa visão da advocacia do século XXI está intimamente ligada ao que há de mais recente no campo de inovações tecnológicas, de software e internet. Dessa forma, para nós, o desafio é o seguinte!
“A advocacia contemporânea deve dar conta de atender uma quantidade progressivamente maior de clientes, com uma agilidade e eficiência também maior, em menos tempo. E com uma qualidade de atendimento e de prestação do serviço jurídico cada vez melhor, sem cobrar nada mais por isso”.

As vantagens de um escritório previdenciário em Florianópolis

Contudo, Florianópolis terá muito a agregar. Não apenas para melhoria do atendimento do nosso crescente aumento de clientes, mas também para o desenvolvimento da nossa equipe jurídica. E de relacionamento com os clientes.
Além disso, a capital de Santa Catarina possui uma das poucas Agências de Ligação Internacional do INSS. Que permite o atendimento de causas previdenciárias de concessão e revisão de benefícios internacionais. Para brasileiros que vivem no exterior. Os quais, gradativamente, têm procurado nossos serviços especializados em Direito Internacional Previdenciário (clique aqui).
O Setor de Serviços, sejam eles públicos ou privados. Especialmente na área médica, educacional, odontológica, tecnologia da informação, além do turismo. São setores fortes da economia de Florianópolis. E os profissionais dessas áreas têm no nosso escritório um atendimento especializado para a área previdenciária. Nossos materiais explicativos e que visam traduzir os regramentos previdenciários complexos para essas profissões são disponibilizados sem custo em nosso site.

Força no setor pesqueiro

Também é forte na Ilha da Magia o setor pesqueiro, que para a maioria dos moradores nativos da cidade faz parte de sua história familiar. Sendo que atualmente há mais de 3.000 pescadores artesanais na cidade. A experiência da nossa equipe em Tramandaí – RS com aposentadorias de pescadores é vasta e respeitada. Inclusive publicamos um livro sobre o tema pela Editora Juruá este ano com o título PESCADOR ARTESANAL E PREVIDÊNCIA SOCIAL (saiba mais).

 

Florianópolis é um terreno fértil para o Direito Previdenciário. Não é à toa que este ano ocorre na Ilha o Congresso Brasileiro de Direito Previdenciário, organizado pelo IBDP. Também é na cidade que estão localizados alguns dos melhores e maiores escritórios especializados em Direito Previdenciário do Brasil. É importantes nomes da área vivem na cidade.
Atendemos todas as causas da Área Previdenciária, seja ações voltadas contra o INSS. Assim como demandas dos Servidores Públicos filiados a Regimes Próprios de Previdência Social ou Previdência Privada.
Nosso escritório em Florianópolis está em funcionamento na Rua Felipe Schimitt, 515, Sala 307, Centro Comercial Pórtico, Centro, Florianópolis/SC. No horário das 9hs às 17hs, fechando das 12hs as 13h30min.

 

Banner para do serviço de Concessão de Aposentadoria

 

Banner das nossas regras de uso de conteúdo. Clique nele e saiba como ter permissão para utilizar nosso texto em seu site ou blog.

Marcações:

15 comentários em “Escritório Koetz de direito previdenciário em Florianópolis”

  1. Gilson Ferreira Guindani

    Prezados,

    Sou advogado do escritório Barros Advocacia e venho oferecer nossos serviços em parceria para correspondência jurídica, como protocolos, despacho com o Juiz, Desembargador ou Ministro da causa e sustentação oral e demais diligências perante órgãos que se concentram em Brasília/DF.

    Caso venham a se interessar pelos nossos serviços, aguardo contato.

    Att,

    Gilson Guindani
    Advogado
    OAB/DF 54.502

  2. ravel vieira domingos

    Olá tenho duas ernia de disco enormes consutei com dois ortopedistas anbos me endicaram a cirurgia sendo que minha dor esta crônica e já nenhum remedio faz efeito.Porém dei entradada no sus para consulta com com o neurocirurgião para me encaminhar para cirurgia e isso demora estava no auxilio doença e um ano e fui cortado agora fiz a pericia judicial e o perito achou q estou apto o que vou fazer Não tenho condições mal consigo andar. POR FAVOR ME AJUDEM!

  3. Ramon Silva Couso Broullon

    Bom dia!!! Aqui é o Ramon , gostaria de saber , meu pai é espanhol e tem 64 anos , nunca contribuiu aqui no Brasil e nem da Espanha , ele veio na época da guerra civil de lá tinha 4 anos de idade , minha pergunta , quanto ele completar 65 anos ele tem direito de se aposentar pela Espanha ??

  4. Bom dia,
    gostaria de saber como é a fórmula do cálculo para aposentadoria de funcionário que
    ja atingiu os noventa e cinco anos de idade e de contribuição?
    se se pega as 240 maiores contribuições atualizadas e divide por 240?
    esse caso é do meu esposo que esta nessa duvida.

  5. Angelita,
    Pois sou funcionária Pública, concursada regime estatutário ,
    e contribuímos com INSS, pois não possuímos regime próprio de Previdência.

  6. Angelita- então no meu caso posso me aposentar proporcional,
    continuar trabalhando e assim que completar 50 anos de idade dar entrada novamente
    e me aposentar integral?

  7. boa tarde , meu nome é Angelita, funcionária pública exerço a função de professora á 30 anos no ensino fundamental, tenho 48 anos e 5 meses, gostaria de saber se ja posso me aposentar, e se o valor é integral?

    1. Olá, Angelita.
      Você só terá direito a aposentadoria integral quando completar 50 anos de idade. Mas se você e concursada e filiada ao INSS, pode solicitar a aposentadoria proporcional e continuar trabalhando até que complete 50 anos. Para saber mais, clique aqui.

      Abraços!

  8. Ramon Silva Couso Broullon

    Boa tarde !!! Quero saber , meu pai é Espanhol e mora no Brasil desde 1957 , ele vai fazer 65 anos em 2018 mais ele não contribuiu nem no Brasil e nem na Espanha!! Os pais dele vieram da Espanha para o Brasil em 1957 por causa da guerra civil da época!! Moramos aqui em Curitiba , e o consulado espanhol aqui de Curitiba fechou ,ai ficamos sem mais informações , quando o consulado estava aberto aqui em Curitiba ,eles tinham falado pro meu pai que ele teria um benefício da Espanha , para quem veio antes de 1979 por causa da guerra civil !!! Pergunta ele tem como se aposentar pela Espanha ou ter algum benefício de lá ????

  9. João Carlos f. dos santos

    estou aposentado desde 05/01/1987, e voltei a trabalhar em varias empresas até 1996.Tenho direito a fazer recalculo para desaposentação?

  10. Boa tarde
    Descontei para o INSS no Brasil e para a Segurança Social Portuguesa. Estou no Brasil há 4 meses descontando para o INSS, entretanto tenho Nacionalidade Italiana e gostaria de trabalhar na Itália. Sei que o Brasil possui um acordo com ambos os Países. É possível juntar as contribuições dos 3 países e futuramente me aposentar na Itália? Já tenho o PB 6 que foi enviado pela segurança social portuguesa. Como faço para averbar esse tempo de serviço no INSS. Vocês fazem esse tipo de serviço? Em caso positivo, qual procedimento e custos? Tenho 50 anos, 20 de descontos, sendo 8 deles em Portugal. E moro no sul de Santa Catarina, o que seria mais fácil de tratar por telefone ou por e-mail.
    Fico aguardando uma resposta de vossa parte.
    Atenciosamente,
    Maira da Silva

Não é possível comentar.