Como o eletricitário consegue sua Aposentadoria?

Algumas profissões são essenciais para a sociedade, pois são responsáveis por nosso conforto, bem estar e qualidade de vida. Sem tais profissões estaríamos muito atrasados em nosso desenvolvimento. Dentre elas está a atividade do eletricitário que trabalha exposto à altas tensões, que ao prestar esse serviço fundamental para as nossas vidas também acaba ficando exposto a agentes nocivos à saúde dele e a perigos iminentes. Por isso, a aposentadoria de eletricitário possui algumas diferenças e vantagens em relação à aposentadoria comum.

A Aposentadoria de Eletricitário que trabalha exposto à altas tensões é caracterizada como uma aposentadoria especial veja (mais clicando nesse link). Pois se encaixa nas condições de insalubridade referentes ao benefício. Entretanto, há que se deixar claro que somente tensões acima de 250 volts garantem esse benefício. Tendo em vista que o eletricista de obra de construção civil. Por exemplo, não está exposto a perigo de morte de forma habitual e permanente como o eletricitário. Ou seja, o eletricitário que trabalha com fios de alta tensão pode se aposentar com 25 anos de profissão independente da idade.

Aposentadoria Especial do Eletricista

Esse tipo de benefício possui duas grandes vantagens!

1 – O profissional de atividade insalubre pode se aposentar com apenas 25 anos de contribuição (na função).

2  Para solicitar o benefício, não terá redução no valor por causa da idade. Ou seja, há afastamento do fator previdenciário.

Para garantir a conquista da aposentadoria de eletricitário, o profissional deve reunir o PPP e LTCAT das empresas nas quais trabalhou. Como explicamos na publicação sobre A Chave para Obter a Aposentadoria Especial.

Caso não tenha essa documentação se torna mais complicado, mas ainda é possível conseguir a aposentadoria. Determinados escritórios de advocacia, especialistas em direito previdenciário, inclusive, se encarregam de conseguir as provas para o profissional.

Há também casos de profissionais que são estatutários. Nestes é necessário verificar quais são os requisitos previstos em lei para garantir a integralidade e paridade do salário (veja mais clicando aqui).

Também, para aqueles profissionais que querem se aposentar, mas não pretendem parar de trabalhar, é possível converter o tempo insalubre em tempo comum e se aposentar pela Aposentadoria por Tempo de Contribuição. Recentemente, novas decisões também têm permitido a aposentadoria especial, sem necessidade de conversão, e a continuidade da atividade insalubre.

Clique no botão abaixo para baixar o Ebook sobre Aposentadoria Especial!