fbpx

Parcerias de Direito Internacional Previdenciário

O Direito Internacional Previdenciário é expandido através da atuação em parcerias firmadas pela Koetz Advocacia com escritórios da Inglaterra e Suíça. Assim, estendemos o atendimento para brasileiros no exterior, além de fortalecer o suporte para estrangeiros no Brasil.

 

Imagem ilustrativa ao post Koetz Advocacia fecha parceria de Direito Internacional com Nabas Law Firm e Bravest

 

Ambos, escritórios especializados em Direito Internacional de Imigrantes Brasileiros: Nabas Law Firm, localizado em Londres, na Inglaterra; e o Bravest, com sede em Zurique, na Suíça.

 

O Nabas Law Firm, escritório que atende a mais de 10 anos os brasileiros e latino americanos que vivem na capital inglesa, especialmente causas de Direito do Trabalho, Família, Direitos dos Imigrantes e Regularização de Vistos. A partir de agora, irá atender em conjunto com Koetz Advocacia no Direito Internacional Previdenciário no Brasil e na Inglaterra. Saiba mais sobre atuação do escritório Nabas Law Firm.

 

Já o Bravest é um escritório localizado na capital da Suíça, focado na regularização em vistos de residência e trabalho, direito familiar e sucessório, direito tributário, fiscal e trabalhista. Com a parceria, atuará em conjunto com o escritório Koetz Advocacia em ações previdenciárias de Direito Internacional no Brasil. Veja mais sobre o seu trabalho acessando a página do Bravest no Facebook.

 Os avanços do Direito Internacional Previdenciário

O Direito Internacional Previdenciário está cada vez mais em ampliação com a , que permitem a livre circulação de trabalhadores entre os países, sem que estes sejam prejudicados.

É possível unir os tempos de contribuição para concessão de qualquer benefício previdenciário para o brasileiro no exterior, fazendo uso das diretrizes do Direito Internacional Previdenciário. Todavia, trata-se de um processo de cálculo complexo e deve-se tomar precauções antes de ingressar com o pedido, inclusive ao escolher em qual país pedir o benefício, no Brasil ou no qual se é residente.

Eduardo Koetz

Eduardo Koetz, advogado inscrito nas OAB/SC 42.934, OAB/RS 73.409, OAB/PR 72.951, OAB/SP 435.266, OAB/MG 204.531, sócio e fundador da Koetz Advocacia. Se formou em Direito na Universidade do Vale do Rio dos Sinos e realizou pós-graduação em Direi...

Saiba mais

Compartilhar:

Previdencia privada
Anterior

Planejamento de aposentadoria é saída para economizar

Próximo

Aposentadoria Especial de médico é pauta em evento do SindMed/Acre com participação de Koetz Advocacia

Quatro profissionais lado a lado em uma mesa falando ao público em evento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sandra Avatar

sandra

28/02/16

Boa tarde!! Eu tenho 33 anos e mora na europa ja a 5 anos..eu gostaria de saber se tem como eu pagar o INSS daqui...ou e necessario q eu va no brasil..para fazer todo o processo? Brigado...aguardo a resposta vostra!!

Brigitte Stida Avatar

Brigitte Stida

26/04/16

Bom dia! Meu marido é aposentado do INSS e recebe em torno de R$ 2.800,00. Ele não declara IR, pois tem isenção, devido ao valor da aposentadoria. Pensamos em morar em Portugal no final do ano. É necessário transferir o benefício para um Banco em Portugal? Nesse caso específico ele seria taxado pelos 25%? Grata desde já!

Eduardo Koetz Avatar

Eduardo Koetz

02/05/16

Olá, Brigitte. Sim, se houver mudança para Portugal, será taxado 25% sobre o benefício. E é necessário transferir o benefício para um banco em Portugal. Você pode solicitar uma análise mais completa do seu caso no link https://pages.koetzadvocacia.com.br/aposentadoria-especial

Faremos mais que o possível para entregar os direitos aos nossos clientes, sempre.

Insira seus dados ao lado e entraremos em contato com você.