Aposentadoria de Autônomo

[vc_row][vc_column width=”1/3″][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_button title=”Clique aqui para entrar com seu pedido” icon=”wpb_hammer” size=”btn-large” href=”http://www.koetzadvocacia.com.br/concessao-de-aposentadoria/”][/vc_column][vc_column width=”1/3″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_single_image image=”11982″ img_size=”600×364″ onclick=”custom_link” img_link_target=”_blank” link=”http://pages.koetzadvocacia.com.br/aposentadoria-de-autonomos”][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_custom_heading text=”A aposentadoria de autônomo possui algumas peculiaridades em relação ao benefício dos demais segurados, tanto nos casos de aposentadoria por idade, quanto nos casos de aposentadoria por tempo de contribuição. O principal motivo é que o autônomo, em geral, é o responsável por sua própria contribuição, ou seja, enquanto a maioria dos segurados não precisa se preocupar com valor, assiduidade e melhores maneiras de contribuir ao INSS, pois as empresas nas quais trabalham são as responsáveis, o autônomo precisa, além de administrar totalmente o seu negócio, cuidar das questões de previdência.” font_container=”tag:p|text_align:left” google_fonts=”font_family:PT%20Sans%3Aregular%2Citalic%2C700%2C700italic|font_style:400%20regular%3A400%3Anormal”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Com tanta responsabilidade é possível que fiquem, por exemplo, períodos em a ver, pendentes de contribuições no INSS. Quando há a solicitação da aposentadoria de autônomo ao completar o tempo necessário de trabalho, ocorre a negação do benefício, pois o período trabalhado não corresponde ao período contribuído.

Uma das maneiras de resolver esse problema é pagar o débito pendente o quanto antes. Não é necessário esperar para recolher daqui pra frente o período que ainda não foi pago e pagar esse débito pode representar uma vantagem muito grande.

É possível fazer a regularização desses períodos para computo do tempo de contribuição e dos salários na concessão da aposentadoria. Porém, é preciso ter cuidado: o INSS faz um cálculo ilegal, sem respeito à lei e a decisão do STJ, que definiu pela ilegalidade de cobrança de juros moratórios e multa em períodos anteriores a 11/1996. Essa cobrança ilegal é afastada na justiça com facilidade, e reduz em até 70% o valor cobrado pelo INSS.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_single_image image=”11614″ img_size=”650×150″ alignment=”center” onclick=”custom_link” img_link_target=”_blank” link=”http://www.koetzadvocacia.com.br/tire-suas-duvidas-previdenciarias/”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_empty_space][vc_separator][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Banner das nossas regras de uso de conteúdo. Clique nele e saiba como ter permissão para utilizar nosso texto em seu site ou blog.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]